Busca Notícias - Seu Portal de Notícias Online | Veja as primeiras Notícias

Novo ciclone extratropical no Sul deve provocar chuva e vento em SP

 

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A formação de um novo ciclone extratropical no oceano, entre o Uruguai e o extremo sul gaúcho, na sexta-feira (18), associado à chegada de uma frente fria, deverá provocar ventos fortes e chuva no fim de semana até em São Paulo, Rio de Janeiro e no Centro-Oeste do país.


"É um ciclone de alta intensidade, mas que vai atingir, principalmente, a faixa litorânea". afirma Josélia Pegorim, meteorologista da Climatempo.

É a frente fria que virá junto que deverá mudar o tempo na região metropolitana de São Paulo, por exemplo.


Os ciclones extratropicais se formam em áreas onde a pressão do ar fica mais baixa que a do entorno. A circulação do vento impulsiona a umidade a níveis mais elevados da atmosfera, gerando nuvens de chuva.


Uma das consequências do fenômeno meteorológico, explica a especialista, será a agitação do mar ao longo da costa do Sul e em parte da do Sudeste.


Deve chover e ocorrer rajadas de ventos que podem chegar a até até 80 km/h entre o Sul do Brasil e a Costa Verde do Rio de Janeiro, onde ficam os municípios de Paraty e Angra dos Reis, por causa de nuvens muito carregadas.


No sábado (19), porém, a instabilidade, com céu fechado e vento forte, deverá chegar a todo o estado de São Paulo, inclusive, em regiões marcadas por tempo seco dos últimos dias.


A temperatura também deve cair. Segundo previsão do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), se na sexta (18) a previsão é de máxima de até 30ºC, no sábado, não passa de 24º, em média, na cidade de São Paulo, com tendência de pancadas de chuva e trovoadas.


"Serão [chuvas] de moderadas a forte, pois a previsão é de uma frente fria grande", afirma Pegorim sobre o fim de semana, citando também a possibilidade de queda de granizo em algumas regiões paulistas.


A instabilidade deve continuar no dia seguinte. "Será um domingo diferente para essa época seca do ano", diz a meteorologista.


Entre junho e julho, ciclones formados na região sul do país provocaram mais de 20 mortes, destruição e queda de energia.


Com rajadas próximas a 100 km/h, voos foram cancelados e aviões tiveram de arremeter nos aeroportos de Congonhas, na zona sul de São Paulo, e Guarulhos, na região metropolitana, no mês passado.


A chuva do último fim de semana provocou o cancelamento de 80 voos e atraso de outros 124, entre partidas e chegadas no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem