Prefeito de Camaçari manda demolir igreja evangélica
Busca Notícias - Seu Portal de Notícias Online | Veja as primeiras Notícias

Prefeito de Camaçari manda demolir igreja evangélica

 

Camaçari, BA - 21 de setembro de 2023

O prefeito de Camaçari, Elinaldo Araújo (PP), mandou demolir uma igreja evangélica na cidade nesta quinta-feira, 21 de setembro. A igreja, localizada no bairro de Arembepe, foi construída sem autorização da prefeitura e estava em desacordo com as normas de construção.

A demolição foi realizada pela Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas da cidade. De acordo com a prefeitura, a igreja foi construída em um terreno irregular e não tinha licença de funcionamento. Além disso, a construção estava em risco de desabamento.

A decisão do prefeito foi criticada por líderes religiosos da cidade. Eles alegam que a demolição é uma perseguição religiosa.

"É uma atitude arbitrária e discriminatória", disse o pastor José Carlos, da Igreja Assembleia de Deus. "O prefeito está usando o poder público para perseguir as igrejas evangélicas."

O prefeito Elinaldo Araújo não se pronunciou sobre as críticas.

Detalhes da demolição

A demolição da igreja evangélica em Camaçari começou por volta das 10h da manhã desta quinta-feira. A equipe da Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas utilizou uma retroescavadeira para derrubar a estrutura da igreja.

A demolição durou cerca de duas horas. No final, a igreja ficou completamente destruída.

Reação de líderes religiosos

A decisão do prefeito Elinaldo Araújo de mandar demolir a igreja evangélica em Camaçari foi criticada por líderes religiosos da cidade. Eles alegam que a demolição é uma perseguição religiosa.

"É uma atitude arbitrária e discriminatória", disse o pastor José Carlos, da Igreja Assembleia de Deus. "O prefeito está usando o poder público para perseguir as igrejas evangélicas."

O pastor Francisco Souza, da Igreja Universal do Reino de Deus, também criticou a decisão do prefeito. "É uma atitude intolerante", disse ele. "O prefeito está desrespeitando a liberdade religiosa."

O prefeito Elinaldo Araújo não se pronunciou sobre as críticas.

Próximos passos

Ainda não se sabe quais serão os próximos passos da prefeitura de Camaçari em relação à demolição da igreja evangélica. A prefeitura informou que vai investigar a construção da igreja para apurar se houve irregularidades.

A igreja evangélica que foi demolida era uma pequena igreja com cerca de 50 membros. A igreja era frequentada por moradores do bairro de Arembepe.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem