Suspeito de torturar homem tem anúncio em site de prostituição
Busca Notícias - Seu Portal de Notícias Online | Veja as primeiras Notícias

Suspeito de torturar homem tem anúncio em site de prostituição

 


O caso ganhou ainda mais destaque por conta de seu relacionamento com a influencer Vitória Guarizo Demito, também detida, que é acusada de atrair a vítima a um apartamento na zona sul de São Paulo.

Omodelo Gabriel Duarte Meneses encontra-se detido desde a última terça-feira (25) sob a acusação de dopar, torturar com um maçarico e manter um homem em cárcere privado por 30 horas. Surpreendentemente, mesmo após a sua prisão, um anúncio com seu perfil de garoto de programa continua ativo em um site de prostituição.

O caso ganhou ainda mais destaque por conta de seu relacionamento com a influencer Vitória Guarizo Demito, também detida, que é acusada de atrair a vítima a um apartamento na zona sul de São Paulo com o intuito de desviar R$ 40 mil de sua conta bancária.

O anúncio de Gabriel, que data desde abril de 2021, permanece no ar, onde ele se identifica com um nome falso e oferece seus serviços em motéis, aceitando pagamentos em cartão e estando disponível durante as 24 horas do dia. O perfil exibe sete fotos, algumas delas exibindo o órgão genital do modelo.


Apesar da notoriedade do caso e das graves acusações, o site de prostituição assegura que os documentos do modelo foram verificados antes da publicação do anúncio. A última atualização no perfil ocorreu em 18 de julho, apenas uma semana antes da prisão de Gabriel.

Por sua vez, Vitória Guarizo também possuía um anúncio no mesmo site, o qual foi desativado após sua detenção.

Os suspeitos estão sendo investigados por roubo qualificado com emprego de tortura e cárcere privado, resultando em suas prisões temporárias. Enquanto Vitória alega inocência e cooperação com as autoridades, a defesa dela afirma que o processo corre em segredo de Justiça e que estão tomando conhecimento das acusações.

A defesa de Gabriel ainda não foi localizada pelas autoridades.

Além dos dois, os investigadores já identificaram um terceiro envolvido no crime e estão em busca de sua localização para esclarecer todos os detalhes do ocorrido.

O caso continua sendo acompanhado de perto pelas autoridades e pela mídia, dada a gravidade dos acontecimentos e o envolvimento de figuras públicas.

O que se sabe sobre o caso
Um empresário de 46 anos disse ao UOL ter sido torturado e agredido com pontadas de faca na sola do pé. Ele contou ter perdido a consciência com um "boa noite, Cinderela" ao ser obrigado a ingerir quatro comprimidos e um copo de suco amargo para ficar desacordado.
O empresário tinha no corpo a mesma substância entorpecente apreendida no imóvel da influencer e do modelo, presos por suspeita de participação no crime. A confirmação veio de um exame toxicológico enviado na sexta-feira (28) para a Polícia Civil.

"O exame que comprova a presença no sangue da mesma substância encontrada no imóvel é mais uma prova de que houve roubo qualificado com tortura e de que a vítima foi dopada. Além das agressões, o "boa noite, Cinderela" também é uma forma de violência para deixar a vítima impossibilitada." afirma Eduardo Luís Ferreira, delegado do 27º DP, que investiga o caso.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem