Novo ciclone no Brasil nesta semana será pior que o último? Saiba previsão
Busca Notícias - Seu Portal de Notícias Online | Veja as primeiras Notícias

Novo ciclone no Brasil nesta semana será pior que o último? Saiba previsão

 

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A região Sul do Brasil está sob alerta com a possibilidade da formação de um novo ciclone nesta semana. Na noite do dia 24, a Defesa Civil do Rio Grande do Sul emitiu um comunicado, informando sobre a previsão de chuvas intensas, queda de granizo, descargas elétricas e ventos com velocidade de até 60 km/h.


Esse seria o quarto ciclone a atingir a região em apenas dois meses, o que tem causado preocupação entre os moradores.


No entanto, a MetSul Meteorologia traz uma notícia reconfortante, afirmando que o novo ciclone extratropical tende a ter impactos menores em comparação ao último que atingiu a região, pois se formará e permanecerá sobre o mar.


Segundo a meteorologista Estael Sias, o novo ciclone se desenvolverá em uma área mais ao Sul, próxima à costa do Uruguai, o que resultará em um campo de vento menos intenso e mais concentrado sobre o Oceano Atlântico. Isso significa que o Rio Grande do Sul estará na periferia do campo de vento mais forte, reduzindo os efeitos diretos sobre o estado.


Na segunda-feira, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) já havia emitido um aviso de perigo potencial com previsão de chuvas intensas no estado gaúcho, com possíveis acumulações entre 20 e 30 mm/h, podendo chegar a 50 mm/dia, além dos ventos que variam entre 40 e 60 km/h.


A previsão atual é que Porto Alegre tenha céu nublado, com pancadas de chuva e trovoadas isoladas e temperaturas oscilando entre 15°C e 20°C.


De acordo com o Climatempo, que também emitiu alerta para temporais isolados na metade sul do estado, o novo ciclone pode ser explicado pela passagem de uma frente fria pela região e pelas mudanças na circulação dos ventos.


As autoridades de defesa civil estão acompanhando de perto a evolução da situação e recomendam que a população se mantenha atenta às atualizações dos órgãos meteorológicos e tome as devidas precauções para evitar possíveis danos causados por esse fenômeno climático.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem